Google Analytics 4: é hora de migrar?

Última atualização: 30 de março de 2022
Tempo de leitura: 4 min

Em outubro de 2020, o Google lançou sua primeira atualização de uma década do Google Analytics, intitulada Google Analytics 4 (GA4). Essa nova geração permite que as empresas obtenham uma visão muito mais focada dos usuários do site e dos comportamentos de prospects online, por meio de uma interface muito mais enriquecida e de fornecimento de dados. O Google atualizou, melhorou e simplificou seu software, visando fornecer aos proprietários de sites a experiência analítica mais autêntica até hoje.  Junto com essa análise central e a atualização da interface do usuário, a empresa se concentrou em sua abordagem de privacidade e coleta de dados reformulando completamente a questão no Google Analytics 4.

No último dia 16 de março, o Google anunciou que o Universal Analytics (UA) deixará de compilar dados em 1º de julho de 2023. O UA não vai desaparecer de fato, ele será apenas integrado ao novo tipo de propriedade do Google Analytics 4. A atualização para o GA4 será inevitável, já que o Google deixará de oferecer suporte aos sistemas atuais após outubro de 2023. Deste modo é importante que as empresas iniciem as etapas de transição apropriadas o mais rápido possível, visando a proteção de seus dados e históricos.

Benefícios do Google Analytics 4

Assim como acontece com quase todas as atualizações de softwares, há muitos novos recursos e benefícios incluídos. O Google afirmou que esta nova geração de Analytics foi projetada especificamente para ajudar a escalar negócios, por meio de análise profunda de dados e relatórios para auxiliar nas atividades de tomada de decisão. A nova versão também utilizará os mais recentes algoritmos de Inteligência Artificial para ajudar a criar previsões mais profundas e perspicazes do comportamento do consumidor online. Vejamos alguns dos novos recursos:

Acompanhamento de clientes aprimorado

O Google Analytics 4 apresentou a integração das propriedades da Web e do aplicativo em uma propriedade modular singular. Isso permite que a jornada única do usuário seja rastreada em vários dispositivos em uma instância baseada em eventos. Esse novo modelo único de rastreamento permite a extração de dados de forma mais inteligente, que podem ser inseridos nos relatórios das equipes de marketing. O Google espera que a utilização desse novo recurso, possa fornecer às empresas melhores atividades de agrupamento de clientes, ajudando na construção de personas de clientes e compradores para o funil de marketing de forma mais precisa.

Públicos-alvo mais assertivos para campanhas

Uma melhor compreensão dos relatórios de clientes que visitam o site pode permitir a criação de grupos de público-alvo melhores para segmentação e retargeting – uma forma estratégica de lembrar o consumidor de seu interesse inicial e levá-lo de volta para o seu site para finalizar a compra. Isso traz mais lucratividade para as empresas, uma vez que esses grupos de público podem ser utilizados ​​diretamente em PPC e publicidade localizada. Em conjunto, a nova atualização do GA4 utiliza uma nova modelagem de Inteligência Artificial para mostrar métricas preditivas de onde a receita potencial pode ser obtida. Um ativo extremamente valioso para o crescimento dos negócios.

Visualização de relatórios aprimorados

Embora grande parte da interface do usuário atual tenha permanecido, algumas novas funções de relatório e visualização estão sendo introduzidas na plataforma para simplificar a experiência. Entre essas novas funções está o “Analysis Hub”, que apresenta uma galeria de modelos de gráficos que podem ser utilizados para diversos aspectos, como análise de funil e sobreposição de segmentos.

Configuração simplificada de metas e eventos

Mantendo-se em sintonia com as atualizações da interface do usuário, o Google também simplificou sua configuração de rastreamento de eventos. Isso não apenas poupa tempo, mas também fornece uma integração mais perfeita e sem complicações com domínios e checkouts para equipes de desenvolvedores. Além disso, o Google Analytics 4 vem pré-carregado com algumas metas de eventos já definidas. Eles vão desde os usuários primeiros, até o comportamento de rolagem e cliques.

Compartilhe:

Jéssica Dias Synthes

Sobre o autor

Coordenadora de Análise de dados na Boxnet. Pós-graduada no curso de especialização em Big Data e Comunicação, bacharela em Comunicação Social - Jornalismo e Tecnóloga em Design Gráfico. Especialista em Comunicação Interna, Marketing Digital e Assessoria de Imprensa.

Posts relacionados
Cookies de Terceiros:...

Nos dias de hoje, a internet é um vasto ecossistema onde informações fluem...

Leia mais >
IA: Um Novo...

O Renascimento foi um período de profunda transformação cultural,...

Leia mais >

Entre em contato

Descubra como a sua empresa pode ser mais analítica.